Thursday, June 02, 2005

Entrevista a dois bloggers tomarenses

Aqui fica um "cheirinho" da entrevista que fiz a dois bloggers tomarenses e que foi publicada na edição do jornal O Templário desta semana.


“Tomar não está bem representado na internet”

Falta uma página oficial que represente Tomar no espaço virtual. Se fizermos uma pesquisa no Google, um dos mais famosos motores de busca virtual, poucos resultados aparecem. Entre esses, encontrámos alguns weblogs - páginas pessoais - de alguns moradores da cidade. Falámos com João Gonçalves e Hugo Cristóvão, ambos professores e autores de blogs que falam sobre Tomar.


O Templário – Quando e porquê surgiram os vossos blogs?
Hugo Cristóvão – O meu blog (http//alguresaqui.blogspot.com) foi criado há quase um ano porque já escrevia noutros blogs e criei um espaço virtual assumidamente meu, onde pudesse escrever sobre o que quisesse. É um espaço pessoal, sobre as minhas expectativas e, como neste momento, grande parte do meu tempo é dedicado à política, especialmente à política tomarense, é um espaço que acaba por ser muito a exposição do o meu ponto de vista. Mas também escrevo lá sobre outros assuntos como livros e cinema. Escolhi o nome de “Algures Aqui” porque gosto deste tipo de frases … (pausa) que no fundo não dizem nada. Além disso, era uma expressão que já usava muitas vezes e que se encaixa ao espaço virtual.

João Gonçalves – Tenho dois blogs, o Thomar (http://thomar.blogspot.com) e o Coluna Vertebral (http://colunavertebral.blogspot.com), que é mais pessoal, tem dois anos de existência e este nome porque tenho, realmente, problemas na coluna (risos). O Thomar fez um ano no dia 1 de Março, dia da cidade. A ideia inicial era transpor as chamadas “conversas de café” para um blog, com o objectivo de falar, bem ou mal, da cidade. Entretanto, com o passar do tempo, o outro colaborador inicial deixou de participar porque não tinha espírito de blogger, e tornou-se mais sério, menos mordaz. Ultimamente convidei autores de outros blogs tomarenses a escrever nesse espaço.

(...)

T. – Acham que Tomar está bem representado na Internet?
J.G. – Não. Tirando as empresas que têm os seus websites e alguns blogs, não há mais nada. Quando fazemos uma pesquisa com a palavra Tomar no Google os resultados são catastróficos. A câmara municipal de Tomar não tem site, os sites das escolas são uma vergonha… tinham piada há dez anos atrás… Enfim, não há informação disponível para os visitantes sobre a cidade. Estamos muito mal representados na Internet.

H.C. – A cidade não está, efectivamente, representada… a única coisa que existe sobre Tomar é uma página não oficial, feita por uma pessoa individual, que permite algum conhecimento aos turistas sobre a cidade. Mas faz falta uma página oficial. Um local virtual sobre Tomar onde qualquer pessoa pudesse ter acesso a informações sobre a parte histórica, sobre os monumentos da cidade, até locais para comer, dormir, etc… Não faz sentido que um concelho com a dimensão de Tomar não tenha este espaço na Internet. (e continua...)

3 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Não é de admirar que Tomar esteja tão mal representado na NET.
Obviamente que o exemplo dado pela Câmara de Tomar,causa um incentivo brutal a tal facto...
Não é no entanto de estranhar, pois é conhecida a ileteracia dos actuais titulares do poder em Tomar.
Estranha-se é que alguma comunicação social lhes continue a aparar os golpes!

11:37 AM  
Anonymous tomarense isilado said...

A cidade de tomar è mantida assim por muitas razões.primeiro ,porque não intressa a muitas sociedades secretas ,como è o caso da maçonaria e igreja,que sè fale dela.Pois sè alguem conhecesse a verdadeira historia de tomar e dos templarios refletia um pouco.Segundo,quanto ao presidente da camara,tenham calma,pois ele è esperto,com tanta obra que faz ,sabemos de fonte segura,que tenta descobrir a entrada pros tuneis,não e por acaso que quer fazer a ponte ao pè de St maria.Se o pessoal de tomar bebesse menos cerveja descobria mais coisas.Hà mais blogs sobre tomar do que julgam.Vão a palavra thomar e não tomar.Sò mais um aparte,fassam o Dr.Pedro Marques dizer pra onde foram levados os livros que havia sobre os templarios e desapareceram de quando da mudança da biblioteca,livros com mais de 300anos.Cego è aquele que não quer ver.

7:54 AM  
Anonymous Anonymous said...

info Nice;) Obrigado pelo seu tempo ...;)

6:26 AM  

Post a Comment

<< Home